Celebração do Dia Mundial da Voz conta com talk-show e apresentações musicais, no auditório da SEC

Com o objetivo de celebrar o Dia Mundial da Voz, comemorado nesta terça-feira (19), a Secretaria da Educação do Estado (SEC) realizou, no auditório do órgão, em Salvador, o evento “Sua voz importa”. A ação, promovida pelo Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor e direcionada para professores da rede estadual, contou com um talk-show com o jornalista e apresentador Jefferson Beltrão e a cantora Carla Visi, entre outros convidados, além de apresentações musicais.

O secretário da Educação do Estado em exercício, Danilo Souza, ressaltou a importância dos educadores cuidarem da saúde vocal. “É preciso cuidar muito dos profissionais da Educação em todos os aspectos, não só na carreira e formação, mas também no cuidado com a voz, pois são figuras centrais nesse processo de construção da escola pública”.

A superintendente de Recursos Humanos da SEC, Rosário Muricy, falou sobre a atuação do programa. “Por reconhecermos que a voz é o principal instrumento de trabalho dos professores, a SEC promove cotidianamente uma programação de atividades que contam com a presença de profissionais da área de Fonoaudiologia, com a promoção de oficinas, palestras e orientações quanto aos cuidados precoces com a saúde”.

Durante o talk-show, a cantora Carla Visi, que participa do projeto há dez anos, fez uma homenagem aos educadores. “Eu me sinto muito feliz em ver este projeto cada vez mais fortalecido. Estar com vocês nessa manhã é uma maneira de agradecer a todos e todas as professoras da minha caminhada. E assim retribuo a essas vozes que falam e transmitem conhecimento, que transformam vidas e ajudam a formar sujeitos conscientes”. Já o jornalista Jefferson Beltrão afirmou que é preciso cuidar da voz. “Não é à toa que existe essa data para chamar a atenção para a importância da saúde vocal e de como a gente pode preservar essa ferramenta por um longo tempo, porque a nossa voz tem vida útil limitada”.

Para o gestor do Colégio Estadual Governador Lomanto Júnior e representante do Fórum de Dirigentes Escolares, Ricardo Monteiro, o programa Saúde do Professor é essencial. “Ele tem a intencionalidade de cuidar do instrumento do professor, que é a voz. Para além da voz, isso representa o cuidado para com este profissional e a gente sabe da importância de cuidar da voz, de saber utilizá-la e otimizar todo o potencial que ela tem para que a educação se faça de uma forma melhor”.

O evento ainda contou com uma celebração ao Dia dos Povos Indígenas, na qual a ex-estudante da rede estadual e cantora indígena da aldeia Tuxá Kiniopará, Beatriz Tuxá, cantou a música de sua autoria “Índio, negro índio” e declamou a sua poesia “Risco de um coração inundado”. “Eu costumo dizer que meu canto é um grito de aldeias e, através dele, da arte, que dou voz a meu povo, à minha aldeia. Hoje, quero pedir que as pessoas busquem mais respeito à nossa luta e se unam a ela”, disse a jovem, que descobriu o seu talento musical através do projeto Festival Anual da Canção Estudantil (FACE), desenvolvido pela SEC.

Também participaram do evento a coordenadora do Programa Saúde do Professor, Elisabete Dias; a representante do Departamento de Fonoaudiologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Maria Lúcia Masson; e a fonoaudióloga Lília Falcão, dentre outros. O evento foi encerrado com apresentações musicais do professor Roberto Patiño; do cantor Alexandre Guedes; e da servidora e cantora Noélia Marcell.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *